Mais de 800 milhões de pessoas no mundo sofrem com a falta de alimento

Já parou para pensar que a comida que sobra na sua casa falta no prato de alguém? Apesar de a quantidade de alimentos produzidos no mundo ser capaz de acabar com a fome, há mais de 800 milhões de pessoas no mundo que sofrem com a falta de alimento. No Brasil são quase 14 milhões de pessoas. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), um terço das famílias brasileiras termina o mês sem comida nas mesas, enquanto 14 milhões de brasileiros passam fome e o restante da população joga no lixo 30% de todos os alimentos comprados.

blog - foto 1

Continuar lendo

Anúncios

Mutirão Rural é feito por um “mutirão de profissionais”

Nesta terça-feira (16.02), além do pessoal que saiu de madrugada para Cabeceira de Alferes, no município de Acorizal,  a outra parte ficou em Cuiabá para divulgar os próximos eventos  que acontecem em Forquilha de Manso, no município de Rosário Oeste, em Paraíso do Manso, em Chapada dos Guimarães e Figueiral, em Nossa Senhora do Livramento. A gerente de Educação Profissional Rural, Tatiane Perondi além do link para o Bom Dia, jornal da TV Centro América, também gravou entrevista para o MT1, jornal do horário do almoço.

Mas não é só isso. Nesta segunda-feira (15.02) o coordenador de Projetos Técnicos, Wlademiro Neto também esteve na Rádio CBN, do Grupo Gazeta de Comunicação.

E o Caderno de Terra e Criação, do Jornal A Gazeta publicou uma matéria sobre o assunto na edição desta segunda-feira (15.06).

materia gazeta - mutirão

O objetivo é sempre o mesmo divulgar os serviços do Mutirão Rural que são gratuitos e bem diversificado. O homem do campo tem acesso a confecção de documentos como carteira de identidade, de trabalho, CPF e segunda via de certidão de óbito, nascimento e de vários outros documentos. Todo esse serviço oferecido ao trabalhador e produtor rural só é possível de ser realizado em função das parcerias com o Governo do Estado por meio da Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas), Detran, Procom, Fetagri, Rotary, Assembleia Legislativa de Mato Grosso, TV Centro América e vários outros.

 

 

Madrugar é preciso

É de conhecimento geral que a população rural acorda cedo. E para atendê-los a equipe do Senar-MT tem que madrugar também. Nesta terça-feira (16.02), o supervisor da Regional de Cuiabá, Natalino Márcio, e a jornalista da Equipe de Comunicação da Instituição, Alcione dos Anjos, pegaram a estrada ainda no escuro para realizar o primeiro Mutirão Rural de 2016, na comunidade Cabeceira do Alferes (cerca de 75 km da Capital), zona rural de Acorizal.

Lá se encontraram com o restante da equipe, formada pelo coordenador da Equipe de Projetos Técnicos, Wlademiro Neto, pela analista da área, Nadja Paixão, instrutores do Senar-MT e representantes dos parceiros na realização do programa, como a Secretaria de Estado de Assistência Social (Setas), Procon, Rottary, Detran, prefeitura de Acorizal entre outros.
Nem o sereno persistente deste dia nublado desanimou o grupo. Em minutos eles prepararam a Associação de Pequenos Produtores Rurais de Cabeceira do Alferes para a tender a população que já estava chegando, afinal quem mora na zona rural acorda muito cedo.